Estão abertas as inscrições para concorrer às bolsas de estudo oferecidas pela Fundação Carolina, na 13ª edição do Curso de Desenvolvimento de Projetos Cinematográficos Iberoamericanos 2015, na Espanha. Serão aceitos projetos de longas-metragens de ficção, documentário ou animação. Inscrições até 4 de março.

A Fundação, dedicada à promoção da cooperação educacional e científica entre a Espanha e os demais países Ibero-americanos, oferece seis bolsas para autores da América Latina e Portugal, que tenham diploma de graduação (preferencialmente em cinema e audiovisual, mas não serão excluídos postulantes graduados em comunicação, mídia e áreas correlatas) e que já tenham experiência prévia na atividade cinematográfica. O curso acontece na cidade de Madri, entre os dias 5 de outubro e 13 de novembro deste ano.

Serão aceitos projetos de longas-metragens de ficção, documentário ou animação. O programa do curso aborda de forma integrada as etapas de roteiro, direção e produção, com o objetivo de estudar, desenvolver e facilitar a realização dos projetos selecionados. Os roteiros receberão assessoria personalizada e em grupo, e, na sequência, os projetos serão discutidos em uma oficina de produção, que abordará pontos como financiamento, distribuição e exibição. Ao longo do curso, está prevista a realização de bate-papos sobre marketing e novas formas de produção, além de encontros e masterclasses.

Para se candidatar a uma das bolsas, o proponente deve ser roteirista do projeto apresentado e deve ter disponibilidade para dedicação exclusiva durante o período de duração do curso. Os interessados devem prencher o formulário de inscrição e enviar todos os documentos requisitados no regulamento para o email infocursodecine@gmail.com. A bolsa de estudos oferece aos selecionados o custo da matrícula, além de hospedagem, alimentação e seguro médico em Madri durante o tempo de duração das atividades.

Curso de Desenvolvimento de Projetos Cinematográficos Iberoamericanos 2015 é uma iniciativa da Fundação Carolina em colaboração com a Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento – AECID, a Conferência das Autoridades Cinematográficas Iberoamericanas – CACI; o Programa Ibermedia, a Fundação SGAE, a Entidade de Gestão de Produtores Espanhóis – EGEDA e o Ministério da Educação, Cultura e Esportes da Espanha. Realizado desde 2003, o curso já recebeu mais de 290 realizadores iberoamericanos – e pelo menos 60 deles já tiveram suas obras exibidas em festivais internacionais e distribuídas em salas de cinema comerciais.

Para mais informações, consulte o site do Programa Ibermedia.  

Fonte: Ancine

 

 

0

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.