Salvador e Cachoeira recebem Mostra Cinema de Santo

A Mostra Cinema de Santo, realizada pela Funceb/ Secretaria de Cultura da Bahia, com o apoio da DIMAS e da União Nacional dos Estudantes, vai exibir 40 filmes de longa, média e curta metragem, em Cachoeira (Auditório da UFRB) e em Salvador (Biblioteca dos Barris, Sala Walter da Silveira), entre os dias 07 e 19 de fevereiro de 2014. Cinema de Santo é uma mostra de filmes brasileiros dedicada à manifestação religiosa, em particular, às religões de influência africana. O projeto gratuito contempla uma Mostra retrospectiva de filmesMesas de DiscussãoExposição de cartazes dos filmes em exibição e Catálogo do evento.
Os filmes selecionados para Mostra Cinema de Santo misturam etnia, discurso político, magia, feitiço, religião, nacionalismo. No país católico surgiu um país de sincretismo religioso, no país das igrejas uma nação de terreiros. O Cinema de Santo traça um painel a partir do qual se pode lançar novos olhares, com alcance diversificado sobre aspectos históricos, das disputas sobre religião e etnicidade que se configuraram no Brasil.
A seleção dos títulos para a Mostra Cinema de Santo privilegia além da variedade destas representações ao longo da história, aqueles filmes cujo universo mágico e mítico das religiões afro-brasileiras aparece como energia motriz de narrativas, pesquisas estéticas, formas, idéias, olhares e atmosferas, independentemente do viés ideológico e do grau de adesão do cineasta e/ou do próprio discurso do filme em relação à religiosidade em questão.

cinema-de-santo-jardim

Serão ao todo 40 programas, cada um composto por um longa e um curta-metragem, exibidos durante os 12 dias do evento. Entre o filmes exibidos na Mostra Cinema de Santo estão O Amuleto de Ogun (1975), de Nelson Pereira dos Santos; Anjo Negro(1972), de José Umberto Dias; As Aventuras Amorosas de um Padeiro (1961), de Waldyr Onofre; Copacabana, Mon Amour (1973), de Rogério Sganzerla; Cordão de Ouro (1977), de Antônio Carlos Fontoura; O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro (1969), de Glauber Rocha; Egungun (1982), de Carlos Blajsblat; O Fio da Memória (1989), de Eduardo Coutinho; O Fim da Picada (2009), de Christian Saghaard; Samba da Criação do Mundo (1978), de Vera Figueiredo; A Cidade das Mulheres (2005), de Lázaro Faria; Jardim das Folhas Sagradas (2010), de Pola Ribeiro; Devoção (2008), de Sérgio Sanz, entre outros.
As mesas de debate propõem uma discussão aprofundada das problemáticas presentes na representação cinematográfica das religiões afro-brasileiras, levando em consideração aspectos éticos e estéticos a partir de uma perspectiva histórica. As mesas serão realizadas em Cachoeira e serão compostas por cineastas, críticos, representantes das ciências humanas e das religiões afro-brasileiras.
Fonte: Portal SECULT Bahia

MOSTRA CINEMA DE SANTO
Cachoeira: 7 a 13/Fev
Local: Auditório da UFRB (Rua 13 de Maio, 13)
Horário: sessões às 15h, 17h e 19h

Salvador: 14 a 19/fev
Local: Sala Walter da Silveira (Rua Gen. Labatut, 27, Barris)
Horário: Abertura dia 14 às 19h,  sessões às 15h,17h e 19h

GRATUITO

Veja programação de Salvador no site da DIMAS

Informações e programação: http://cinemadesanto.blog.com

 

Veja matéria publicada no jornal Correio, 7.fev.2014 (PDF, 1,6 Mb)

cinema-de-santo-1

 

 

0

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.