.

O Programa Educativo Gente Arteira, da CAIXA Cultural Salvador, apresenta a oficina A Construção de um Filme, ministrada pelo cineasta Bernard Attal, de 20 a 22 de julho, com inscrições gratuitas.

Os interessados podem se inscrever presencialmente, na recepção da própria CAIXA Cultural Salvador, localizada na Rua Carlos Gomes, 57, Centro. O critério de seleção será o da ordem dos inscritos e a oficina é recomendada para maiores de 16 anos.

A Construção de um Filme
Com abordagem teórica sobre o processo de construção de um filme, Bernard Attal fará três dias de exposição interativa, utilizando-se de leitura de roteiros, exemplos práticos de contratos e modelos de orçamento. Além disso, o diretor ainda utilizará projeções de filmes nacionais e internacionais, objetivando demonstrar, na prática, o conteúdo estudado.

A oficina será dividida em três momentos:
1) Na primeira parte, serão abordadas formas de como pesquisar e escrever um roteiro, em que os participantes aprenderão como adaptar um texto ou escrever uma história original e como trabalhar com a duração de um filme, fontes de pesquisa, laboratórios e registro do roteiro.

2) Posteriormente, será estudado o financiamento e a produção de um filme, em que serão abordados temas como captação de recursos, orçamento, produção do elenco e outros desafios da filmagem.

3) Por último será a vez de se falar sobre finalizar e lançar o filme (montagem, pós-produção da imagem e do som, suporte de lançamento, achar um distribuidor, definir as janelas de exibição, preparar o lançamento)

SERVIÇO
Oficina A Construção de um Filme
Facilitador:
Bernard Attal
Dias: 20 a 22 de Julho
Horário: Das 14h às 18h
Local: CAIXA Cultural Salvador, Rua Carlos Gomes, 57, Centro
Público Alvo: Maiores de 16 anos
Inscrições gratuitas, realizadas a partir de 9h de sábado (16/07)
Informações: (71) 3421-4200.
Bernard Attal nasceu na França e mora no Brasil há onze anos. Depois de se formar em economia e direito e de fazer carreira no mundo empresarial, ele estudou cinema na New School de Nova York, antes de dirigir os curtas-metragens “29 Polegadas” (2005), “Ilha do Rato” (2006) e “Passeio de Bicicleta” (2009), premiados em festivais no mundo inteiro, inclusive Palm Springs, London-BFI e Clermont-Ferrand.

.

Ainda em 2009, Attal dirigiu o documentário “Os Magníficos” (TV Brasil), trabalho premiado pelo programa DOC-TV. Em 2013, o diretor lançou nas salas de cinema seu primeiro longa-metragem de ficção, “A Coleção Invisível”, protagonizado por Vladimir Brichta e Walmor Chagas, filme com o qual venceu quatorze prêmios no circuito internacional dos festivais. Em 2016, finalizou a comedia “A Finada Mãe da Madame”, com Rafael Medrado e Ângela Vieira.

#GenteArteira #CaixaCulturalSalvador #VivaMaisCultura

Leia também: [related-posts-thumbnails] 
0

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.